Garanta seu futuro, seu melhor presente

Marcia Dessen, CFP®:

Se cuidarmos da nossa saúde, vamos viver muito mais do que a expectativa de vida apontava quando nascemos. Vamos dizer que esse é o presente que a ciência nos deu, a chance de viver até os cem anos de idade.

Para que essa longevidade seja feliz, confortável, com qualidade de vida, precisaremos de um bocado de dinheiro. Esse é o presente que podemos nos dar quando completarmos 70 anos, dinheiro suficiente para vivermos mais 30, com o melhor equilíbrio possível entre saúde física, mental e financeira.

Três fatores serão essenciais para comprarmos esse presente, um legado, em vida, para nós mesmos: capacidade de poupar para o futuro, o tempo de acumulação e os juros que esse capital acumulado será capaz de produzir ao longo do tempo.

Os juros, componente importante nessa fórmula, caíram bastante nos últimos anos e se aproximam dos de países de Primeiro Mundo. Felizmente, para os engajados com o propósito de poupar para o futuro, a economia brasileira ainda oferece taxa de juros real, acima da inflação, que funciona como um espécie de fermento que ajuda o bolo a crescer.

Mas esse fermento perdeu força e exige maior esforço dos outros dois componentes da fórmula, o tempo e o valor disponível para investir nesse projeto.

Quanto maior o tempo de acumulação, melhor. Assim, quanto mais cedo começarmos a poupar para o futuro, menor será o esforço. O valor disponível para investir também deve ser o maior possível.

Não será fácil sacrificar um pouco do prazer imediato para um futuro que parece tão distante, para uma necessidade que ainda não é percebida. Mas lembre-se de que o presente é seu, de você hoje para você aos 70 anos. O significado é excepcional, forte o suficiente para vencer as barreiras e as dificuldades que surgirão ao longo do caminho.

Vamos simular quanto poupar para proporcionar uma renda mensal de R$ 1.000 durante 30 anos, dos 70 aos 100 anos de idade, portanto 360 saques mensais de R$ 1.000. O resultado pode ser usado para calcular múltiplos de mil.

A taxa de juros real utilizada nesta simulação é de 2% ao ano, 0,165% ao mês, viável em uma carteira de investimentos de nível de risco moderado; prudente para evitarmos que o valor futuro esperado não aconteça e comprometa todo o planejamento.

Com a ajuda de uma calculadora financeira, identificamos que, ao 70 anos, precisaremos de R$ 271.282 para permitir 360 saques de R$ 1.000. O capital se esgotará quando completarmos cem anos.

Quanto é necessário poupar todos os meses para acumular R$ 270.000 aos 70 anos? Supondo a mesma taxa real de 2% ao ano, dependerá do tempo de acumulação, ou seja, idade a partir da qual investiremos neste projeto.

Os que iniciarem aos 30 anos devem investir R$ 370 mensais durante 40 anos (dos 30 aos 70).

Aos 40, o tempo de acumulação será de 30 anos (dos 40 aos 70), e o investimento mensal aumenta para R$ 550. Quem começar aos 50 acumulará por 20 anos, devendo poupar R$ 918 para o presente de R$ 1.000 a partir dos 70, mais difícil, mas ainda gratificante.

Adiar e deixar para iniciar a acumulação aos 60 anos de idade reduz muito a chance de o projeto ser bem-sucedido. Como o período de contribuição será de 10 anos para sacar durante 30 anos (dos 70 aos 100), será necessário investir R$ 2.036 mensalmente.

Faça desse projeto a prioridade financeira da sua vida. Você hoje acumulando riqueza para você aos 70! Celebre a vida!

Artigo publicado originalmente na Folha de S.Paulo em 06/01/2020.