Notícias

Sucessão. Quais são os riscos?

Um dos maiores desafios atuais é a gestão de patrimônio familiar. A complexidade da composição das famílias e da legislação, que tende a ser ainda mais difusa por conta da globalização, apresenta riscos emocionais e financeiros para os clientes na hora da sucessão e requer atenção e estudo por parte do planejador financeiro.

Para debater as principais questões que envolvem o tema (Desafios Sucessórios em Estruturas Familiares Mais Complexas), Luiz Kignel, da PLKC, e William Heuseler, do Itaú, subiram ao palco do Congresso de Planejamento Financeiro sob a mediação da planejadora financeira CFP®, Gisele Andrade. “O filho casou, foi morar no exterior e vai receber uma herança. Como fazer proceder?”, “Devo já passar o meu patrimônio em vida?”, “Moro junto e já estou em uma união estável?”, são alguns exemplos de questionamentos recorrentes entre os clientes e que foram abordados pelos palestrantes.

Cada cliente tem a sua necessidade e questões familiares, mas instrumentos como testamentos em vida e termos de namoro, por exemplo, podem ajudar na hora da discussão e minimizar os riscos ao patrimônio da família. O planejador financeiro é o especialista que deve orientar essa família e apontar os melhores caminhos e profissionais que podem ajudar na tomada de decisão, minimizando conflitos e os riscos.