Notícias

| Tempo de leitura: 1 minuto

Mudanças na comprovação dos créditos livres

Reading Time: 1 minute

O Programa de Educação Continuada está aprimorando seus procedimentos e políticas, dado a crescente da base de profissionais CFP®. Consequentemente, há necessidade de mais agilidade sobre os registros de atividades e validação de créditos de educação continuada.

Como comunicamos, desde 1º de agosto de 2019 passamos a exigir o envio de comprovante de participação da atividade que foi solicitada para créditos livres. Algumas dúvidas vêm sendo manifestadas, por isso esclarecemos que os documentos aceitos para comprovação devem conter:

  • Identificação do participante;
  • Identificação do provedor/organizador;
  • Data;
  • Descrição da atividade, título e/ou temas abordados;
  • Período de realização em horas ou carga horária total.

O importante é conter elementos e informações que deem clareza da atividade realizada.

Não são aceitos documentos tipo fotografias, agenda de Outlook, comprovante de inscrição, invites e foto de apresentações/materiais do conteúdo.

Com a alteração da regra da pontuação vigente ocorrida em outubro de 2018, em que passamos a exigir 20 créditos qualificados, 10 livres e 04 de ética, notamos que houve uma queda de 48% no número de lançamentos de créditos livres no 1º semestre de 2019 em relação ao 1º semestre de 2018. Em contrapartida, notamos um crescimento de 16% no lançamento de créditos qualificados quando analisamos o mesmo período.

Esses indicadores mostram que a base vem buscando cada vez mais se atualizar e se aprimorar por atividades registradas no Programa de Educação Continuada – denominadas créditos qualificados – promovidos pela Planejar e por suas instituições parceiras associadas.

Queremos fomentar e atrair cada vez mais provedores de atividades para o Programa de Educação Continuada que possam contribuir com a formação e atualização dos profissionais certificados.