Notícias

| Tempo de leitura: 3 minutos

Entrevista: Jan Karsten, CFP®, presidente da Planejar

Reading Time: 3 minutes

A Planejar está em constante evolução. Com vistas à consolidação de nossos valores (Excelência, Integridade, Engajamento), à transparência e à visibilidade de nossas ações com os associados, estamos aprimorando em 2018 nossa newsletter eletrônica mensal com as principais notícias e acontecimentos de cada comissão da Planejar.

Para a primeira edição do ano, além das notícias e textos informativos sobre as comissões, estamos trazendo uma entrevista especial com o Presidente da Associação para o biênio 2017/2019, Jan Karsten, CFP®. Confira a seguir:

 

Podemos dizer que a missão “Planejamento financeiro transforma a vida das pessoas” já está consolidada em toda a comunidade de planejadores financeiros certificados. Para os próximos anos, a ideia é reforçar os atributos de Excelência, Integridade e Engajamento, valores que permeiam a Planejar. De que maneira esses valores pautam a cultura do planejador financeiro?

Em termos de Integridade, ter a certificação CFP® é um atestado de garantia tanto para o planejador como para o cliente, pois o profissional certificado deve aderir o Código de Ética da Planejar, o qual dita os princípios de conduta que ele deve seguir. O profissional CFP® atua de acordo com o que está alinhado com a Planejar. Dessa forma, a Associação pretende perpetuar boas práticas para o mercado e ser reconhecida, aos poucos, como a instituição que zela pela atividade e pela conduta da atividade de planejamento financeiro. Sobre Engajamento, a Planejar só chegou às dimensões em que está por meio dele. Atualmente, temos aproximadamente cem voluntários que querem deixar o seu legado e perpetuar o quão importante é o planejamento financeiro. Como Associação, são essas pessoas que nos movem e nos ajudam a levar as nossas mensagens ao público final. Já a Excelência está relacionada ao exame de certificação CFP®, cujos critérios são bastante rigorosos. Para conseguir o seu certificado, o profissional precisa de atributos como educação e experiência na área, de forma que, ao atender a seus clientes, apresente a excelência esperada. Nesse sentido, a Planejar tem o papel de desenvolver todos esses atributos, criando ferramentas e instruindo o profissional sobre como ele pode exercer seu papel da melhor maneira possível.

 

Como foi o ano de 2017 para a Planejar?

Quando eu recebi a presidência da Planejar, já havia o histórico dos dois presidentes anteriores – Ulf Mannhardt e Luiz Sorge – que foram muito bons para a Associação. Dessa forma, meu foco foi priorizar projetos. Para tanto, o trabalho do Osvaldo Cervi foi fundamental, e a sua vinda foi uma grande conquista para adicionar ao time que já estava presente.

Adicionalmente, definimos os KPIs (indicadores-chave de desempenho) da Associação, necessários para avaliação da equipe interna. Esses indicadores vão desde satisfação com os Programas de Educação Continuada e com o Congresso; nível mínimo de caixa operacional da Planejar; e capacidade de conquistar novos patrocinadores sênior, de forma a retribuir ainda mais para os associados.

Outros destaques do ano foram a grande visibilidade na imprensa e o apoio à Semana Nacional de Educação Financeira, com 132 eventos realizados e 7 mil pessoas impactadas; o excelente Congresso promovido – um dos mais bem avaliados desde o início da Planejar – e também o lançamento da plataforma de ensino a distância – Planejamento Financeiro, da teoria à prática. Em relação ao curso, ficamos surpresos positivamente com a adesão do cliente final, não só profissionais de planejamento financeiro – de 420 inscritos, 50% não eram certificados –, o que abre um leque para termos um papel mais ativo em educação e incrementar nossa colaboração na formação de novos profissionais.

 

Quais são as expectativas para o ano de 2018?

Queremos realizar um Congresso ainda mais arrojado, com mais palestrantes e participantes. Pela primeira vez, devemos divulgar um Relatório Anual, buscando prestar contas a todos de nossas conquistas e de como pretendemos continuar investindo, especialmente na área de educação. Nesse sentido, temos a meta de lançar mais dois cursos de ensino a distância ao longo do ano, um seguindo o trabalho que já está sendo feito e outro com os principais passos para se estabelecer como um profissional do planejamento financeiro.

 

Qual é a mensagem que o senhor gostaria de deixar para os associados?

Gostaria de dizer que o objetivo da Planejar é tornar pública a carreira de planejador financeiro e a sua importância, gerando demandas para os profissionais certificados. Sabemos que a falta de investimentos e divulgação da educação financeira é um problema no nosso País. Dessa forma, convido a todos a se empenharem e contribuírem para a sociedade, participando de ações como a Semana ENEF. Ajudem a fazer da Planejar uma associação mais forte, mais completa. Engajem-se!