Golpistas caçam investidores

Golpistas caçam investidores

Marcia Dessen, CFP®:

O site “Se liga na fraude“, criado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) com o objetivo de educar e proteger investidores, explicam como funcionam os cinco esquemas mais comuns e as iscas mais frequentes utilizadas pelos criativos golpistas.

Pirâmide financeira: recrutam pessoas para a base da operação garantindo lucros para os que estão no topo do esquema.

Marketing multinível: ganham dinheiro recrutando novos adeptos ao esquema criando redes de contatos para a distribuição e a venda de produtos.

Como identificar ambos os esquemas: empresa não licenciada pela CVM, alto investimento em publicidade, depoimentos pessoais irreais e duvidosos, promessa de ganhos fixos mensais muito acima do mercado, apresentações em auditórios para interessados (no caso de marketing multinível).

Forex: investimento baseado na valorização de uma moeda sobre outra; embora permitido em alguns países, não é regulamentado no Brasil. Como identificar: possibilidade de investir um dinheiro que você não tem (alavancagem), promessas de liquidez e ganhos significativos, empresa não licenciada pela CVM.

Operações de criptoativos: moedas digitais, como a bitcoin, são investimentos legais que despertaram muita atenção, abrindo espaço para fraudes e pessoas mal-intencionadas. Por ser algo relativamente novo, muitos embarcam nessa onda sem os cuidados necessários, podendo ser vítimas de sites e empresas com falsas propostas. Como identificar: promessa de rentabilidade acima do mercado, ausência de histórico ou informações da empresa, empresa não licenciada pela CVM.

Antes de investir em criptoativos com segurança, acesse este link.

Falsos profissionais: golpista se apresenta como consultor financeiro e o convida para entrar um grupo “seleto e exclusivo” de investidores. Como identificar: promessa de rentabilidade acima do mercado, depoimentos de pessoais irreais, ausência de histórico ou informações da empresa, não licenciada pela CVM.

Conheça algumas táticas utilizadas por golpistas:

Anúncios digitais: mesmo em sites confiáveis podemos encontrar ofertas falsas, não se baseie apenas na credibilidade de um site para saber se o anúncio é real. Alguns exemplos: comece a ganhar dinheiro com bitcoin sem comprar bitcoin; pai de família em choque após descobrir bitcoins de sua esposa; ganhe dinheiro em casa; invista despreocupado durante a crise.

Sites institucionais: um site bem-feito e funcional não garante a existência e o licenciamento da empresa. Qualquer um pode criar um site com informações falsas para praticar fraudes. O site da Unick Forex, uma das empresas desmascaradas por prática de pirâmide financeira, é um bom exemplo. Verifique se a empresa em questão é licenciada pela CVM.

Textos e imagens: os golpistas sempre prometem ganhos fáceis que não exigem trabalho ou ações complexas. As imagens costumam retratar ostentação, com carros de luxo e maços de dinheiro usados para chamar a atenção. Exemplos de linguagem: “Investimento sem riscos”, “Retorno garantido”, “Dobre seus lucros”, “Fique rico sem trabalhar”, “Rendimentos milionários em um clique”.

Acha que é um expert em reconhecer fraudes? Faça um teste para identificar se a corretora é verdadeira ou está aplicando um golpe.

Artigo publicado originalmente na Folha de S.Paulo em 09/11/2020