Como um atleta pode se preparar para o fim da carreira?

Sou atleta e tenho 25 anos. Consigo poupar 15% dos meus recebimentos, mas tenho medo pois a minha carreira pode acabar cedo. Como posso me planejar?

Jansen Costa Silva, CFP®, responde: 

Caro leitor,

Obrigado pela sua pergunta. Primeiramente, gostaria de parabenizá-lo por estar pensando em seu futuro financeiro com apenas 25 anos e já poupar regularmente parte dos seus rendimentos — hábito que a grande maioria dos brasileiros ainda não tem.

De fato, sendo você um atleta, sua vida profissional tende a ser curta e sua aposentadoria, precoce, talvez antes mesmo dos 40 anos. Assim, é importante fazer um planejamento financeiro desde o início da carreira, com um único objetivo: construção de um patrimônio capaz de lhe garantir uma renda passiva que possa suprir todas as suas necessidades durante o período de aposentadoria.

Vislumbrando uma aposentadoria integral em 15 anos, recomendo-lhe tentar economizar 25%, pois os 15% atuais talvez não sejam suficientes para alcançar seus propósitos.

Frequentemente, muitas pessoas, uma vez aposentadas como atletas, iniciam uma segunda carreira. Essa pode ser uma alternativa a se pensar.

Todavia, da mesma forma, igualmente será necessário um planejamento para esse processo de transição, ou seja, o período de investimento na sua nova formação profissional.

Para que você obtenha sucesso no seu planejamento financeiro, é importante atentar para dois fatores cruciais: rentabilização e proteção do seu patrimônio.

No que diz respeito à rentabilização, busque investir com foco no longo prazo, alocando os seus recebimentos em ativos que garantam um retorno real acima da inflação.

Caso tenha um perfil conservador, avalie investir em ativos de renda fixa, em que os títulos públicos disponíveis no Tesouro Direto são uma boa opção.

Uma boa alocação do capital em ativos geradores de renda permitirá que você tenha a tranquilidade desejada na aposentadoria. Também existem oportunidades de investimentos em ativos reais (ações de empresas, terrenos, imóveis etc.) a fim de diversificar seu patrimônio para obtenção de possíveis retornos superiores a renda fixa, desde que de acordo com o seu perfil e objetivos.

Visando à proteção do seu patrimônio, é fundamental uma gestão de risco da sua vida profissional. Atletas são tomadores de risco, pois sempre buscam performance e alto desempenho. Por estarem frequentemente no limite, uma lesão parcial ou irreversível pode ocasionar uma invalidez parcial ou total, e consequentemente morte econômica antecipada, como foi o caso da atleta Laís Souza, lesionada durante o treino em uma montanha de neve.

Dessa forma, a contratação de uma apólice de seguro de vida bem elaborada será capaz de suprir todas as suas necessidades e cobrir as incertezas que o esporte pode gerar na vida de um atleta de alto rendimento.

O contínuo acompanhamento de um profissional durante toda a sua vida de atleta irá auxiliar muito no sucesso do seu planejamento. Procure regularmente um planejador financeiro, para que sejam analisadas — e, se for o caso, ajustadas — as rentabilidades dos seus investimentos e todas as coberturas de seguro contratadas até aquele momento, precavendo-se de qualquer eventualidade.

Suas necessidades podem mudar com o tempo, e um planejador irá ajudá-lo nessa caminhada.

Jansen Costa Silva é planejador financeiro pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner), concedida pela Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros. E-mail: [email protected].

As respostas refletem as opiniões do autor, e não do jornal Valor Econômico ou da Planejar. O jornal e a Planejar não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações. Perguntas devem ser encaminhadas para: [email protected].